PMOC - Plano de Manutenção, Operação e Controle

Da teoria á pratica, você encontra tudo aqui!

Antes de entrarmos no assunto principal desse guia, vamos ver um breve histórico dos sistemas de refrigeração que nós conhecemos hoje!

Você sabe quando surgiu o ar condicionado moderno?

Pois bem, sua primeira versão foi criada em 1902 pelo engenheiro Willis Carrier, nos EUA.

Apenas na década de 50 que tanto o preço como o seu design ficaram mais acessíveis para residências, popularizando o equipamento no mercado.

Nessa época ainda não havia a preocupação com as manutenções dos ar condicionados, ocorrendo em sua maioria quando os mesmos quebravam.

ar condicionado história

Mas foi em 1970, com o surgimento do ar condicionado de janela, que houve uma expansão em escala mundial.

Paralelamente, um ocorrido em 1976 evidenciou a necessidade de se tomar mais cuidado com a qualidade do ar e a manutenção dos equipamentos: dezenas de pessoas morreram devido a uma pneumonia causada pela bactéria Legionella pneumophila, disseminada pelo ar condicionado do hotel onde se encontravam.

Nas décadas seguintes, além do desenvolvimento de novas tecnologias, surgiu também uma preocupação com a sustentabilidade desses equipamentos, principalmente pelos gases nocivos ao meio ambiente que eram utilizados.

Finalmente da década de 2000 surgiram o ar condicionado do tipo split que hoje dominam o mercado.

Agora lembra da bactéria Legionella pneumophila?

Pois bem, em 1998 ela foi responsável pela morte do até então ministro das comunicações Sergio Motta, contaminado pela bactéria que estava alojada nos sistemas de ar condicionado do hospital.

Esse fato contribuiu para que o Ministério da Saúde publicasse a Portaria nº 3.523, que diz respeito ao PMOC.

Mas isso é assunto para os próximos capítulos!

#1

Mas afinal, o que é o PMOC?

O Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC) para sistemas de climatização nada mais é que o conjunto de documentos que contêm as informações necessárias para garantir a boa qualidade do ar em ambientes de uso público e coletivo.

Dessa maneira, o plano deve conter informações completas sobre:

  • A edificação
  • O equipamento
  • O responsável pelas manutenções
  • Procedimentos e as rotinas das manutenções

Mas qual o motivo de se ter o PMOC?

Quais as vantagens para as pessoas que estão expostas? E para a empresa?

É sobre isso que falaremos a seguir!

Mas antes…

Sua empresa de Manutenção gerencia o PMOC em papel/planilha ou um software que só da dor de cabeça?

Caso a resposta seja sim, solicite um contato no link abaixo e nós vamos te ajudar hoje ainda!

#2

Quais os benefícios de se ter um PMOC

Nós sabemos que em ambientes fechados e com grande aglomeração de pessoas, o risco de transmissão de doenças por vias aéreas é muito grande.

Sem um PMOC, há um grande acúmulo de sujeira e proliferação de microorganismos patogênicos, que é exatamente o que devemos evitar.

Além disso, a quebra de um equipamento pode gerar grandes transtornos para a companhia.

A seguir listamos 5 benefícios (existem muito mais) que um PMOC bem estruturado e executado trazem para a empresa.

1- Aumento da vida útil dos equipamentos

A falta de manutenções preventivas frequentes deixa os equipamentos de ar condicionado expostos a possíveis danos como enferrujamento, acumulo de poeira, etc.

Mas o que isso pode acarretar?

Só para citar alguns possíveis problemas, temos a queima de peças como motores e compressores e, em casos mais graves, ocasionar um incêndio devido a um curto circuito.

Acho que deu para perceber que chamar um técnico de manutenção apenas quando o equipamento estraga não é uma boa ideia, não é mesmo?

2- Redução de gastos (energia + corretivas)

Filtros obstruídos e falta de lubrificação fazem com que o equipamento não consiga operar de maneira eficiente, elevando e muito o consumo de energia.

Além disso, se realizada de maneira eficiente, a prática da manutenção preventiva reduz bastante o gasto se comparada a manutenção corretiva, na qual é necessária a troca de peças caras, sem contar no transtorno devido ao tempo que o local fica sem o equipamento.

3- Conforto para a equipe

Quem já trabalhou em locais em que havia ar condicionado certamente presenciou a briga: “Desliga o ar, tá muito frio!” ou “Liga esse ar que eu estou assando”.

Isso muitas vezes ocorre exatamente pelo fato do equipamento não estar entregando o que esperado, dificultando assim atingir a temperatura ideal.

ar condicionado estragado

4- Adequação as leis, portarias e resoluções vigentes

Hoje em dia, a presença de um PMOC é obrigatório em vários locais (explicaremos com detalhes na próxima seção).

Sendo assim, sem o plano em mãos com as normas, precedimentos e comprovação de que as manutenções estão ocorrendo regularmente, sua empresa está sujeito a penalidades que pode chegar até R$1.500.000 (acho que um PMOC sai mais em conta, hein?).

#3

Existe uma Lei que torna o PMOC obrigatório? Para quem se aplica?

A lei de 4 de janeiro de 2018, nº 13.589, veio com o intuito de dispor sobre a necessidade da manutenção de ar condicionados em determinados ambientes.

E como principal mudança temos a obrigatoriedade, por parte de edifícios públicos e de uso coletivo que utilizem qualquer sistema de climatização, INDEPENDENTE DA CAPACIDADE TÉRMICA (art. 1º da Lei 13.589/18), de terem um PMOC implementado.

Já para edifícios com capacidade térmica somada superior a 5 TR (60.000 BTU/h), é obrigado ter um responsável técnico.

Apesar dessa Lei ser recente, o PMOC já é conhecido e utilizado desde o final da década de 90, quando o Ministério da Saúde publicou a portaria nº 3.523 de 28 de agosto de 1998.

 

 

#4

Quais as penalidades pela falta do PMOC?

Após a lei nº 13.589/2018 entrar em vigor, empresas que necessitam de um PMOC e os respectivos responsáveis técnicos terão que responder por qualquer irregularidade ou descumprimento.

Mas quais são as penalidades?

  • Multa que varia de R$2.000 até R$1.500.000 dependendo de fatores como área de atividade, risco e tamanho do estabelecimento. Caso seja reincidente o valor da multa dobra.
penalidade pmoc
  • Outras penalidades previstas na Lei 6.437/77, como apreensâo de produto e interdição parcial ou total do estabelecimento.

Acreditamos que apenas com os benefícios de se implementar o PMOC na empresa exemplificados na sessão anterior já seja suficiente para que tudo seja cumprido com seriedade, evitando essas penalidades que, como visto, podem causar um grande impacto na empresa.

#5

Etapas do PMOC - Quais informações devem conter?

O PMOC é dividido em 2 etapas, sendo que devem estar desvinculadas, ou seja, devem ser realizadas por empresas diferentes.

Todas as informações detalhadas de acordo com a atividade realizada, o ambiente e periodicidade encontram-se na Portaria 3.523 e na Resolução 09 da Anvisa.

Vamos dar uma visão geral do que é cobrado em cada uma das etapas, agora!

 

Avaliação da qualidade do ar

 

A Anvisa determinou em sua Resolução 9 que em ambientes de uso coletivo climatizados artificialmente, deve ser aplicado o “exame de qualidade do ar”.

Essa necessidade surgiu pelo somatório de duas tendências dos dias atuais: passarmos grande parte do tempo em ambientes fechados com uma grande aglomeração de pessoas.

microorganismo ar condicionado

Essas são condições ideias para proliferação e transmissão de de microorganismo como bactérias e fungos.

Mas afinal, o que esse exame cobra?

Deve ser realizada a visita, coleta, amostragem e análise laboratorial e o resultado de alguns parâmetros e cada um deve estar dentro de um Valor Máximo Recomendado (VMR). Caso algum parâmetro esteja em desacordo, o Responsável Técnico deve providenciar as correções necessárias.

Alguns dos parâmetros:

Contaminação microbiológica

Realiza-se a contagem de fungos no ambiente interno (I) e externo (E). Com a relação de I/E=1.5, tem-se que VMR = 750 UFC/m³.

Contaminação química

Ocorre devido a dois parâmetros:

  • CO2 com VRM = 1000 ppm de dióxido de carbono, como indicador de renovação de ar externo.
  • Aerodispersóidestotais no ar com VRM = 80 μg/m3, como indicador do grau de pureza do ar.

Parâmetros físicos

Nesse caso é analisada temperatura, umidade do ar, e velocidade do ar.

Você pode encontrar todos os parâmetros na Resolução 09 da Anvisa aqui!

E de quem é a responsabilidade técnica?

Para essa atividade, o profissional deve ter nível superior na área de química (engenheiro químico, farmacêutico e químico) ou de biologia (biólogo, farmaceútico e biomédico) de acordo com o respectivo orgão de classe.

Manutenção Mecânica do sistema de ar condicionado

Nesse etapa, algumas informações básicas são exigidas. São elas:

  • Identificação do ambiente
  • Identificação do proprietário
  • Identificação do responsável técnico
  • Projeto de instalação do ambiente
  • Plano de Manutenção e Controle

Vamos destacar o último ponto levantado: Plano de Manutenção e Controle.

Nele deve conter todas etapas, procedimentos, checklists, periodicidade, responsáveis, etc. enfim, tudo que é necessário para manter as limpezas e manutenções de acordo com o que é exigido.

E de quem é a responsabilidade técnica?

Para essa atividade, o profissional deve ser da área da mecânica (engenheiro, técnicos e tecnólogos) de acordo com o respectivo orgão de classe.

#6

Quem são os responsáveis pelo PMOC?

Até pouco tempo atrás, apenas engenheiros mecânicos podiam assinar o PMOC. Porém, após a Lei 13.589/2018, técnicos e tecnólogos da área da engenharia mecânica devidamente capacitados e registrados também passaram a poder assinar os documentos referentes a execucação PMOC.

MAS PRESTE MUITA ATENÇÃO AQUI!

manutenção de ar condicionado

O PMOC precisa de uma ART e essa deve ser assinada por um profissional que tenha feito a inclusão desta atividade ao seu acervo técnico por meio do registro da ART correspondente, desde que tenha sido realizada após sua diplomação em curso técnico de nível médio ou de nível superior nas profissões abrangidas pelo Sistema Confea/Crea*.

Vale lembrar que, regularmente, a Vigilância Sanitária realiza inspeções para averiguar o cumprimento do Regulamento Técnico.

Caso qualquer irregularidade seja observada, tanto a empresa como o responsável pelo PMOC serão responsabilizados, ou seja, todo cuidado é pouco.

Além disso, conforme falamos na seção anterior, cada uma das etapas deve ser realizada por empresas diferentes e especializadas no serviço. O objetivo é minimizar a chance de fraudes.
 
*(fonte: http://normativos.confea.org.br/ementas/visualiza.asp?idEmenta=43481&idTiposEmentas=5&Numero=1025).

#7

Qual o valor cobrado por um PMOC?

É impossível falar com exatidão qual  valor será investido para elaboração e execução do PMOC pois existem diversas variáveis, como: número de equipamentos, sua capacidade, peças, além do valor da mão de obra que varia em cada região.

Apesar disso, podemos citar os principais pontos que serão cobrados.

Elaboração do PMOC

Cada ambiente que contenha equipamentos de refrigeração deve ter o seu PMOC, contendo todas as informações necessárias conforme explicamos nas seções anteriores.

O valor cobrado, portanto, é referente a mão de obra bem como algum sistema de identificação dos equipamentos, como QR Codes.

Quanto maior a quantidade de equipamentos, menor será o valor por unidade.

Manutenções preventivas e corretivas

Nessa etapa, uma empresa deverá ser contratada para executar as manutenções nos períodos especificados durante a elaboração do PMOC.

Dentre as atividades, podemos destacar:

  • Limpeza de unidade condensadora, dutos do ar condicionado, filtro, etc.
  • Medições e verificações em unidade condensadora.
  • Refazer terminações elétricas
  • Medir a vazão
  • Verificar a vedação
  • Lubrificar mancais

Além disso, em caso de quebra ou mal funcionamento, haverá a necessidade de realizar manutenção corretiva, sendo cobrado o valor da mão de obra e de peças, quando necessário.

Análise da qualidade do ar

Nessa etapa, uma empresa diferente da que realizará as manutenções deve realizar o serviço semestralmente para avaliar a saúde do ar.

#8

PMOC em papel e planilha (+modelo)

Para empresas pequenas ou bem no início de suas atividades, onde ainda não existem contratos, uma opção pode ser a utilização de planilhas de excel.

Existem vários modelos (inclusive disponibilizamos um AQUI) de PMOC para que você coloque as informações necessárias, bem como os checklists para cada equipamento.

Mas por que o controle por planilhas NÃO é a melhor opção?

Bem, a partir do momento em que você consegue mais contratos, mais equipamentos para gerenciar, o controle fica quase impossível por planilhas.

E o que isso acarreta?

Com um controle ineficiente, o usuário final que está em contato com o sistema de refrigeração é impactado diretamente, seja pela má qualidade do ar, ou em outros casos com prejuízos financeiro enormes, como no caso dos sistemas de refrigeração para vacinas que podem ser impactados.

Ah, e lembra da Lei 13.589/2018?

Pois bem, caso passe por uma fiscalização da Anvisa e haja qualquer irregularidade ou falta de documento obrigatório (o que é muito comum no controle por planilhas) irá ocasionar em multas e até possíveis perdas de contratos.

Mesmo não sendo o mais recomendado, em alguns momentos a planilha pode ser útil. Por isso disponibilizamos um modelo para que você possa baixar e editar como quiser:

Acesse o modelo Excel PMOC aqui!

#9

PMOC digital - Seu sucesso está aqui

A opção para substituir as planilhas (e a mais recomendada!) é escolher um software que integre todo a gestão e execução do PMOC.

Mas quais são as vantagens de contar com um software desse? Vou enumerar algumas:

Todas informações reunidas em um só lugar 

Quem trabalha com manutenção sabe a loucura que é o dia-a-dia. Entre chamados de clientes com urgência por telefone, e-mail, whatsapp, gestão da equipe em campo, controle dos estoques em peça, etc. é muito fácil perder ou guardar informações de maneira errada. Tendo um sistema que centraliza tudo, você tem uma preocupação a menos no seu dia.

Mobilidade = menos retrabalho

ter um aplicativo offline é fundamental para esse tipo de software. Por quê?

Caso você não tenha, será necessário realizar todos os checklists no papel e ao retornar a empresa, ter todo o retrabalho de passar as informações pra planilha. Isso sem falar no risco de falha humana ser muito maior.

Acompanhamento da equipe em tempo real

Suponha que um dos seus clientes faz um chamado de urgência e todos os técnicos da empresa estão em campo.

Como você define quem irá apoiar a situação? Vai ligar para cada um perguntando onde estão?

Pois bem, com o acompanhamento em tempo real você otimiza tempo e dinheiro, além de proporcionar um atendimento muito mais eficiente para seu cliente.

Estar de acordo com a Lei 13.589/2018

Desde 2018 com essa lei em vigor, a fiscalização da Anvisa tem se intensificado. Já falamos sobre as penalidades que podem ocorrer em casos de descumprimento.

Contar com um software especializado para gestão e execução do seu PMOC trará tranquilidade de que você está dentro da lei.

 

E você? Em qual situação se encontra?

Hoje a Arkmeds entrega uma solução completa para empresas de manutenção de sistemas de refrigeração que utilizam o PMOC constantemente em seu dia a dia.

O nosso compromisso com os mais de 300 parceiros é:

Acabar com o caos do dia a dia, garantindo rastreabilidade de pessoas e processos, possibilitando assim maior lucratividade para sua empresa e segurança para os seus clientes.

E ai, faz sentido?

Se a resposta for sim, solicite nosso contato no formulário para que possamos te mostrar como isso é possível!

Quero uma avaliação gratuita!

Em 20 minutos faremos um diagnóstico da sua empresa, apontando os principais pontos de melhoria e direcionando você para o caminho do sucesso.

#10

Comunicar, comunicar e... comunicar!

Para finalizar…

Apesar de recente, a Lei 13.589/2018 foi importantíssima para que o PMOC não seja considerado mais como um diferencial mas sim como uma necessidade para garantir a qualidade do ar desejada.

Além disso, existem vários estudos de grandes associações como a Abrava que provam que um PMOC bem implementado implica em um sistema de refrigeração de qualidade.

Mas o que isso representa para a empresa?

Certamente maior satisfação dos colaboradores e competitividade nos negócios.

Vale lembrar que, assim como em todos as áreas, existem todos os tipos de fornecedores. Por isso é muito importante pesquisar a fundo sobre a empresa que prestará esse serviço tão importante para sua empresa.

Por hoje é isso!

Tentamos aqui explorar os principais pontos referentes ao PMOC, desde os conceitos até dicas práticas para você começar a implementar o quanto antes.

Desejamos sucesso em sua caminhada e conte com a Arkmeds para o que precisar!