O que é e como funciona um hospital inteligente?

Reading time: 3 minutes

Avaliação
[Total: 0 Média: 0]

O termo Hospital Inteligente é o novo conceito dos sistemas de saúde totalmente digitalizados de hoje. Não há caminho de volta para os hospitais que procuram oferecer mais qualidade e eficiência no seu atendimento, pois este parece ser realmente o futuro da área da saúde em geral.

É preciso se desapegar de métodos antigos e dar espaço para o avanço tecnológico cada vez mais presente, mas para isso é preciso integrar todas as áreas do hospital, como farmácia, centros cirúrgicos, salas de exames e outros. Vejamos mais como funciona na prática um hospital inteligente.

Funcionamento de um hospital inteligente

Os hospitais que optaram pelos sistemas digitais em detrimento de métodos mais antigos, como os que ainda usam papéis, passam a ser conhecidos como Hospitais Inteligentes.

Este conceito refere-se a um sistema de saúde que funciona melhor, mais engenhosa e criativamente, e que é perspicaz ao entender as necessidades de médicos e pacientes, no que se refere à assistência.

Um hospital inteligente deve conter as seguintes características:

  • Ter a tecnologia como foco;
  • Prezar pelo design das instalações dos quartos e infraestrutura;
  • Excluir o papel como principal meio de registros;
  • Maior eficiência;
  • Maior produtividade;
  • Redução drástica de custos;
  • Maior qualidade no atendimento ao paciente;
  • Melhora no funcionamento do hospital pela entrega eletrônica.

Vantagens dos hospitais inteligentes

O uso da tecnologia em hospitais é uma tendência cada vez mais evidente, pois é um diferencial que promove salvar ainda mais vidas e eliminar os desperdícios.

Uma visualização do que pode ser realizado em um hospital inteligente, são as filas de atendimento, que futuramente serão totalmente eliminadas. Na farmácia, os medicamentos terão sua dosagem e validade controladas a distância. E quanto aos laboratórios, estes terão os exames realizados e encaminhados de forma mais rápida e eficiente.

Na medicina diagnóstica, os equipamentos terão mais facilidade de locomoção para outras áreas do hospital e, nas salas de cirurgias, será raro um paciente não ser salvo em casos críticos, visto que os médicos poderão tomar decisões corretas de forma mais rápida. Os hospitais inteligentes serão um grande exemplo de sustentabilidade e administração.

Para começar a tornar sua instituição inteligente, porém, é preciso muita cautela e planejamento. Veja como você pode começar implantar os sistemas digitais no seu hospital:

  • Tenha um projeto;
  • Faça planejamentos;
  • Organize os processos;
  • Faça uma padronização dos cadastros;
  • Procure ter uma boa infraestrutura dos sistemas.

É preciso ter uma estrutura robusta para a criação de um hospital inteligente, pois não adianta ter todas as tecnologias de ponta apenas para agradar aos olhos. É necessário que seja uma instituição que opere sem falhas e de forma eficiente, sem desperdícios, que promova melhores condições de trabalho para médicos e um excelente atendimento aos pacientes.

Qualquer processo atual, em qualquer empresa, principalmente nas de saúde, demanda o uso da tecnologia como uma forma de agilizar processos e reduzir erros.

A demanda dos dias atuais pede que os hospitais sejam integrados de forma mais inteligente. Hospitais antigos que usam métodos antiquados, devem estar cientes dessa transformação que converge para a criação do hospital inteligente.

Não deixe de assinar a Newsletter da Arkmeds e ficar por dentro dos novos artigos que são lançados. 

Tem alguma dúvida sobre meu artigo? Deixe um comentário e iremos te ajudar!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *