3 fatores comprometem ensaios de metrologia em equipamentos médicos

Reading time: 3 minutes

Avaliação
[Total: 0 Média: 0]

Os ensaios de metrologia em equipamentos médicos servem para avaliar a funcionalidade dessas tecnologias. O objetivo é garantir padrões de medição conforme as recomendações preconizadas. Para tanto, é fundamental avaliar a periodicidade dessa técnica e a particularidade de cada equipamento.

Isso é supervisionado pelo engenheiro clínico, que é o profissional responsável por quantificar os equipamentos existentes na instituição de saúde, avaliar quais ensaios metrológicos são indicados e os procedimentos para sua realização. Além disso, é importante escolher o momento mais propício considerando o ciclo de vida do equipamento e os custos gerados com essa prática.

Para saber mais sobre esse assunto, acompanhe nosso post de hoje e entenda quais fatores podem influenciar os ensaios de metrologia. Boa leitura!

1.Condições elétricas do ambiente hospitalar

Para executar os ensaios de metrologia com a precisão técnica e a acurácia clínica exigida, a energia elétrica deve ser constante e ininterrupta. Os picos de luz ou a inexistência de geradores de energia podem comprometer drasticamente os ensaios de precisão.

Como se trata de medições aferidas minuciosamente, alterações da energia podem descalibrar os equipamentos e torná-los impróprios para utilização momentaneamente.

Para prevenir essa situação é providencial não realizar ensaios metrológicos em dias de intensa nebulosidade, chuvas torrenciais ou quando houver sobrecarga elétrica de equipamentos funcionando.

2. Qualificação técnica do engenheiro clínico

O profissional mais indicado para realizar os ensaios de metrologia é o engenheiro clínico. No entanto, esse profissional não é facilmente encontrado no mercado com as qualificações desejadas para atividades específicas.

Muitos deles ainda não possuem amadurecimento técnico e experiência prática, mas nada que uma boa consultoria e envolvimento dos técnicos em equipamentos não resolva.

Os fundamentos da metrologia devem envolver o intervalo de confiança das medidas dos aparelhos e análise do desempenho da tecnologia.

3. Particularidades dos equipamentos médicos

Enquanto para alguns equipamentos o intervalo de calibração pode ser extenso, para outros a diferença é de poucos milímetros. Por isso, as particularidades de cada aparelho devem ser consideradas no momento dos ensaios.

Para evitar erros no processo é aconselhável que se iniciem os ensaios metrológicos em ordem crescente de intervalo de confiança. Durante os primeiros momentos, a atenção e concentração do profissional estão mais acuradas, o que diminui os erros de verificação.

Com o passar do tempo, a distração tende a ser mais frequente, diminuindo, assim, a concentração e favorecendo os erros. Outra opção é alternar os funcionários que vão fazer as medidas de precisão e, depois, fazer uma média das avaliações para garantir segurança dos dados.

A metrologia é a ciência da precisão. Em ambientes hospitalares, principalmente, os ensaios metrológicos são importantes para dar condições de funcionamento adequadas aos equipamentos médicos. Esses podem garantir uma imagem mais precisa e detalhada que, juntamente ao parecer médico, são responsáveis pelo diagnóstico do paciente.

E você, conhece outros fatores que comprometem os ensaios metrológicos dos equipamentos médicos? Já passou por situações desafiadoras com as tecnologias em saúde? Pretende aprimorar seus conhecimentos nesse assunto? Então não deixe de ler nosso artigo sobre o ciclo de vida do equipamento hospitalar!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *